Água docePeixes

Barbado, Piranambu, Barba-chata

26112010_185420

Nome popular: Barbado, Piranambu, Barba-chata

Nome científico: Pinirampus pirinampu

Família: Pimelodidae

Distribuição geográfica: Bacias amazônica, Araguaia-Tocantins e Prata.

Ecologia: A espécie é comum ao longo da beira dos rios, na frente de vilas e cidades, e, por esse motivo, é importante para a pesca de subsistência. Inclui vários itens alimentares em sua dieta, mas costuma ser um piscívoro bastante voraz quando ataca peixes presos nas redes. No rio Madeira, na Cachoeira do Teotônio, cardumes de barba-chata aparecem em novembro/dezembro.

Equipamentos recomendados: O equipamento para a captura do barbado é do tipo médio/pesado, montado com chumbo para manter a isca no fundo. As linhas mais apropriadas são de 17, 20 e 25 lb. e os anzóis de n° 4/0 a 8/0.

Iscas: Este peixe só é capturado com iscas naturais, como peixes inteiros ou em pedaços e minhocuçu.

Dicas: É um peixe que briga muito. Deve ser colocado no gelo, logo após capturado porque estraga facilmente.

Recordes:

Detalhes: Peixe de couro. As características mais marcantes são os barbilhões longos e achatados, daí o nome vulgar, e a nadadeira adiposa muito longa, começando logo após a nadadeira dorsal. A coloração é cinza a castanho no dorso e flancos, clareando na região ventral. Logo ao ser retirado da água pode apresentar uma coloração esverdeada no dorso. Alcança cerca de 80cm de comprimento total e pode chegar a 12kg, mas o peso médio varia de 3 a 5kg.

Previous post

Aruanã

Next post

Bicuda

carlos

carlos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =