Notícias

Ministério libera pesca de peixes vulneráveis em 2018

Garoupa (Epinephelus morio) é uma das 475 espécies ameaçadas que ficaram protegidas pela Portaria 445/2014. Foto: Universidade de Carolina do Norte, via NOAA.

O Ministério do Meio Ambiente não suportou a pressão e decidiu, a partir de 15 de junho de 2018, tirar da lista das 475 espécies de peixes protegidas as que são classificadas como “vulneráveis” (VU).

Isto implica na liberação da pesca de espécies como lambari, raia-manta, pirapitinga (foto), garoupa, garoupa-verdadeira, badejo-amarelo, cherne e caranha. A decisão assinada pelo ministro suplemente, Marcelo Cruz, foi publicada no Diário Oficial da União dessa segunda-feira, 19.

Desde que passou a valer a Portaria 445 vem sendo pressionada por diversos representantes de estados com vocação para a pesca comercial. Até mesmo o Ministério Público do Espírito Santo entrou em cena, pedindo a imediata revogação da lista de espécies, pelo fato dela incluir espécies de interesse dos capixabas como o badejo.

Concluída em 2014, a Portaria foi feita  após cinco anos de estudos coordenados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), envolvendo cerca de 1.400 cientistas e 200 instituições de pesquisa.

Previous post

Badejo com 8 jigs na boca!

Next post

Ibama apreende 51 toneladas de tainha e cinco embarcações em SC por pesca irregular

carlos

carlos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 15 =